Projecto Crescer promove formação sobre má nutrição.

0
72

O Projecto Crescer, quarta componente do Programa de Fortalecimento da Resiliência e da Segurança Alimentar (FRESAN), está a promover, de 22 a 26 de Novembro de 2021, na cidade do Lubango, Província da Huíla, uma formação sobre má nutrição.

Dirigida aos Agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitário (ADECOS) e Supervisores destes, a formação que está a ter lugar no anfiteatro da Reitoria da Universidade Mandume Ya Ndemufayo (UMN), pretende partilhar ferramentas sobre acções comunitárias que ajudem a melhorar, junto das famílias, a prevenção e tratamento da má nutrição nas crianças menores de cinco anos. Além da má nutrição, o foco da formação é igualmente a atenção perinatal. O discurso de abertura foi proferido pela Directora do Gabinete Provincial da Saúde, Luciana Guimarães, e contou com a presença do Vice Reitor para Administração e Gestão da UMN, Sebastião António, Directora Provincial da Huíla do Gabinete de Acção Social Família e Igualdade de Género, Catarina Miguel, Decana da UMN Ana Gerardo e equipa do FAS – Instituto de Desenvolvimento Local.

Atendem à capacitação, 26 Supervisores de ADECOS dos municípios da Chicomba, Jamba, Quipungo, Matala, Cuvango, Cahama, Cuvelai, Ombadja e Lubango, bem como quatro assistentes comunitários que estarão envolvidos nos municípios alvo do Projecto CRESCER. O pacote formativo será de 30 e cinco horas, sendo organizado em cinco blocos de capacitação e facilitado por três formadores.

O PROJECTO CRESCER é financiado pela União Europeia e tem como promotores o Consórcio internacional e Instituto de pesquisa Vall d`Hebron(VHIR) , Instituto de Saúde Carlos III. De Angola, a Universidade Mandume Ya Ndemufayo (UMN) e a Organização Não Governamental (ONG) Acção de Luta Contra a Fome(ACF).