KWENDA prevê cadastrar 23.000 famílias no Cachiungo

    0
    58

    O Programa de Fortalecimento da Protecção Social-KWENDA prevê cadastrar 23.000 famílias no Município do Cachiungo, Província do Huambo. Nesta altura, o FAS-Instuto de Desenvolvimento Local, agência implementadora do Programa, promove, de 13 a 17 deste mês, uma formação com vista a capacitar os Agentes de Comunitário e Sanitário (ADECOS). Estes têm a missão de cadastrar as famílias, sendo que, para tal, carecem de aprimorar conhecimento em Metodologia de Intervenção Comunitária, Manuseamento de Smartphones, entre outras ferramentas de trabalho no dia-a-dia com as comunidades.

    O KWENDA comporta quatro componetes: Transferências Sociais Monetárias, que consiste na atribuição de uma renda às famílias. Municipalização da Acção Social, que está a se concretizar com a  criação de Centros de Acção Social Integrados (CASI). Estes têm como objectivo aproximar os cidadãos dos serviços essenciais, como aquisição do Registo de Nascimento e Bilhe de Identidade, entre outros, bem como intermediar conflitos de vária ordem.

    O KWENDA comporta, igualmente, a componente da Inclusão Produtiva, que visa apoiar as iniciativas económicas das famílias residentes nos Municípios alvo do Programa.

    A quarta componente é o Reforço do Castro Social Único, a base de dados com informação dos cidadãos em situação de pobreza ou vulnerabilidade, sobre os quais o Estado irá traçar as políticas públicas.

    O KWENDA é um rograma do Governo de Angola que visa apoiar as famílias em situação de pobreza ou vulnerabilidade no País. Avaliado em 420 milhões USD, é financiado em 320 milhões USD pelo Banco Mundial, sendo os 100 milhões USD, provenientes do Tesouro Nacional.

    O FAS é uma agência governamental, dotada de personalidade jurídica, autonomia financeira e administrativa. Em coordenação com outros programas de combate à pobreza, contribui para a promoção do desenvolvimento sustentável das comunidades.