KWENDA – Famílias no Virei já beneficiam das Transferências Sociais Monetárias

0
207

Os Agregados Familiares em situação de pobreza e vulnerabilidade do Município do Virei, Província do Namibe, começaram a beneficiar das Transferências Sociais Monetárias, no âmbito da expansão do Programa de Fortalecimento da Protecção Social – KWENDA.

Depois de um rigoroso cadastramento, feito casa a casa, nos 43 Bairros e Aldeias mais vulneráveis que compõem o Município, foram seleccionados 7.412 Agregados Familiares para as Transferências Sociais Monetárias.
O acto público de início teve lugar a 26 deste mês e foi presidido pelo Governador Provincial do Namibe, Archer Mangueira, e contou igualmente com a presença do Director Geral do FAS – Instituto de Desenvolvimento Local, Belarmino Jelembi, e da Directora Provincial do FAS, Nayole Araújo. Os beneficiários do Virei receberam as Transferências Sociais Monetárias no valor trimestral de 25.500 Kzs, atribuído em cash.
Além da componente das Transferências Sociais Monetárias, o KWENDA comporta, igualmente, a componente da Inclusão Produtiva, que visa apoiar as iniciativas económicas das famílias residentes nos Municípios abrangidos pelo Programa.
Para a materialização da Municipalização da Acção Social, foi inaugurado, no mesmo dia, o Centro de Acção Social Integrado (CASI) que é a materialização da terceira componente do Programa, a da Municipalização da Acção Social e visa aproximar os cidadãos dos serviços essenciais, nomeadamente gestão de queixas e reclamações, palestras sobre nutrição, saúde da criança e da mulher, Promoção de Registo de nascimento, Resolução de conflitos familiares e casos de violência doméstica, Protecção a pessoa idosa, gestão de queixas e reclamações, identificação e encaminhamento de casos de fuga a paternidade, palestras de sensibilização sobre a COVID 19 e protecção da pessoa com deficiência.
Actualmente o país conta com 9 CASI, em funcionamento, nos municípios de Belize (Cabinda), Nzeto (Zaire), Cacula e Quilengues (Huíla), Virei (Namibe) Quiçama (Luanda), Seles (Cuanza-Sul), Ombadja (Cunene) e Cuito Cuanavale (Cuando Cubango).

O KWENDA é um programa do Governo angolano que visa apoiar as famílias em situação de pobreza ou vulnerabilidade no País. Avaliado em 420 milhões USD, é financiado em 320 milhões USD pelo Banco Mundial, sendo os outros 100 milhões USD, provenientes do Tesouro Nacional.
O Programa é operacionalizado pelo FAS – Instituto de Desenvolvimento Local, agência governamental, dotada de personalidade jurídica, autonomia financeira e administrativa, que, em coordenação com outros programas de combate à pobreza, contribui para a promoção do desenvolvimento sustentável das comunidades.