Estagiários no Namibe satisfeitos com os resultados

0
106

O Programa Nacional de Estágios Comunitários, implementado pelo FAS – Instituto de Desenvolvimento Local, até ao momento abrangeu nove jovens recém – formados da Província do Namibe, dos quais seis do sexo feminino.
Foram seleccionados os candidatos cujos perfis reuniram valor-acrescentado aos programas de combate à pobreza e ao desenvolvimento e a coesão familiar, tendo desta forma a oportunidade de conciliarem os conhecimentos absorvidos durante a sua formação à prática.
Uma equipa do FAS esteve no Namibe para acompanhar a implementação do Programa, sobre sua responsabilidade e procurou saber dos abrangidos como está a decorrer o estágio. Eliseu Carlos Machado, Gelson Alves Camati, Neusa Medina João e Rossana Júlia dos Santos, formados em Contabilidade e Gestão, foram unânimes em afirmarem que o estágio está a ser de extrema importância, pois encontraram oportunidade de agregarem todos ensinamentos adquiridos na Universidade. Ao participarem directamento no Programa de Fortalecimento da Protecção Social KWENDA, dá-lhes alicerce para desenvolverem habilidades e compreensão, sobretudo ao trabalharem directamente com as comunidades. Já com o Francisco Benjamim Lussuki, Delfina Ramos Calei, Laura Manuela Augusto e Ruth Cristiane André, formados em Engenharia Ambiental, sentem-se, igualmente, satisfeitos, visto que dentro do FAS, encontraram no Projecto das Salvaguardas Sociais e Ambientais a oportunidade de aprimorarem os seus conhecimentos e darem o seu contributo, principalmente nos assuntos ambientais que assolam o nosso país e ao participarem directamente do encontro com grupos focais de homens e mulheres Mucubais realizado naquela localidade, em obediência as normas das Salvaguardas Sociais e Ambientais definidas pelas instituições internacionais, no sentido de proteger os direitos das comunidades e populações, fez com dessem o seu contributo , apontando várias soluções para mitigar os problemas daquela comunidade.
No final do encontro, os estagiários reforçaram o seu compromisso ao darem os seus contributos, para o sucesso dos vários projectos operacionados pelo FAS
O Programa de Estágios abrange os estudantes recém- Formados ou que frequentem o último ano de todo os país, sendo ele remunerado e com a duração de 6 meses. O FAS almeja alcançar até ao final de 2021, 100 jovens a estagiarem em vários programas sobre a sua tutela.

O FAS é uma agência governamental, dotada de personalidade jurídica e autonomia financeira e administrativa. Em coordenação com outros programas de combate à pobreza, contribuir para a promoção do desenvolvimento sustentável e redução da pobreza, nomeadamente: protecção social nas áreas da educação, água e saneamento, saúde, infraestruturas económicas e ambientais.