Cuanza – Sul e Benguela iniciam formação de Supervisores de ADECOS

    0
    124

    Começou nesta Segunda feira, 14 de Novembro de 2022, na Província do Cuanza-Sul, a formação dirigida aos Supervisores dos Agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitários ( ADECOS) desta Província e de Benguela.

    A acção formativa é uma colaboração entre o FAS – Instituto de Desenvolvimento Local e a Escola Nacional de Formação de Técnicos de Serviço Social (ENFOTESS) e enquadra-se na estratégia de capacitar os Supervisores no apoio aos ADECOS, estes que ocupam as primeiras linhas no contacto com as famílias.

    O acto de abertura no Cuanza-Sul, mais concretamente, nas instalações do FAS e esteve a cargo do Director do Gabinete Provincial do Registro e Modernização Administrativa, Manuel Damião Santana, em representação do Governador da Província. Estiveram igualmente presentes o Administrador do Municipio do Sumbe, António Wenga Franco, Representantes dod Directores dos Gabinetes provinciais, e do representante do ENFOTESS, Fernando Rosário Glória. Da parte do FAS, estiverem ainda presentes as directoras provinciais do FAS no Cuanza – Sul, Carolina Aguiar, e em Benguela, Jasmim Ndatimana, bem como técnicos.

    Num total de 30, os  Supervisores provenientes dos municípios do Ebo, Cassongue, Quilenda, Sumbe, Seles, Amboim, Chongoroi, Caimbambo e Cubal estarão a absorver conhecimentos em matéria de Saúde, Agricultura e Acção Social, cujo conteúdo e metodologia visam assegurar o processo de assistência técnica na implementação do Programa de Fortalecimento da Protecção Social-KWENDA.

    Este acto cumpre com o ciclo de formação dos Supervisores de ADECOS em curso no País desde Outubro último.

    O KWENDA é um Programa de iniciativa do Governo de Angola, em vigor desde 2020, e visa apoiar em todo o País 1.608.000 famílias angolanas em situação de pobreza e vulnerabilidade.

    O FAS é uma agência governamental, dotada de personalidade jurídica, autonomia financeira e administrativa. Em coordenação com outras instituições de combate à pobreza, contribui para a promoção do desenvolvimento sustentável das comunidades.