União Europeia visita Município de Nharêa no Bié

    0
    28

    1Embala Cahala, uma comunidade do município de Nharêa na província do Bié, que presencia o nascer da sua primeira escola, com o lançamento da primeira pedra, celebrado nesta sexta feira, dia 26 de Maio de 2017, testemunhada pela gestora de projectos da União Europeia em Angola, Susana Martins, peritos da FIIAPP, equipa provincial do FAS e membros da Administração Local.

    O acto que marca o fim de várias jornadas de trabalho de monitoria aos projectos do FAS nas províncias do Huambo e Bié, iniciada no passado dia 24 de Maio, ficou esculpido na memória de quem lá esteve, pela recepção e momentos de festas proporcionado por aquela humilde comunidade.

    Canções, danças, sorrisos e alimentos recolhidos de suas próprias lavras, foram os presentes que o povo de Embala Cahala ofereceu aos visitantes como gesto singelo de agradecimento pela construção daquele equipamento social que vai beneficiar inúmeras crianças que daí receberão as ferramentas para, num futuro próximo, contribuírem para a melhoria das condições da sua própria comunidade e do país em si.

    O lançamento da primeira pedra para a construção de uma escola de 4 salas, faz parte de uma gama de projectos distribuídos pelas distintas comunidades do país, enquadrados na carteira de projectos de 2017, com doação da União Europeia.

    Nharêa como um dos poucos municípios, se beneficia das três componentes do projecto, a componente 1 inerente a construção de Infraestruturas, a 2 sobre o Desenvolvimento da Economia Local e a 3 ligada ao Reforço de Capacidades Institucionais. Deste modo, a visita serviu igualmente para equipa em missão encontrar-se com Membros da Unidade Técnica e Subunidade de Economia Local da Administração Municipal com o objectivo de constatar as acções realizadas a nível das componentes 2 e 3 do referido projecto.

    Os quadros daquela Unidade Técnica, liderados pela Administradora Municipal, Maria Lúcia Chicapa, fizeram uma breve apresentação do processo de capacitação, bem como das ferramentas para a elaboração do Perfil Municipal Dinâmico. Do mesmo modo, foi partilhado o trabalho feito no âmbito da componente 2, ligado aos estudo de linha de base do sector económico produtivo, bem como do projecto de Inclusão Produtiva. Deste último, foi informado sobre a selecção de 197 beneficiários dos 231 candidatos inscritos. De acordo os seleccionados foi possível criar as turmas para as formações nos domínios de gestão de negócios, cabeleiros, pastelaria, pesca continental e artesanato.

    Nharêa, que dista 176 km a norte da capital da província, tal como muitos municípios, sofre amargamente as sequelas do conflito armado, porém, a alegria daquele povo, sobretudo a esperança e a força para recompor-se perspectivando dias melhores, coloca um bálsamo em todos os momentos difíceis já vividos.

    “Agradecemos o apoio do FAS, bem como nossos padrinhos da comunidade Europeia que nos tens ajudado a melhorar nosso município… esperamos continuar juntos pra outros projectos” Maria Lucia Chicapa, Adminisradora Municipal de Nharêa.