KWENDA Chega a Calandula e beneficia 17.163 famílias

    0
    279

    O Programa de Fortalecimento da Protecção Social – KWENDA iniciou, nesta segunda-feira, 18 de Julho, com a componente das Transferências Sociais Monetárias aos 17.163 Agregados Familiares selecionados no Município de Calandula, Província de Malanje.

    Por via de um correspondente bancário, cada família está a receber 51.000 Kz em cash, referentes a seis meses.

    O cadastramento das famílias durou 90 dias, mas antes o processo passou pela identificação e selecção das 470 aldeias abrangidas pelo Programa. Foram cadastradas 17.567 famílias, das quais 404 excluídas por não obedecerem aos critérios de elegibilidade, nas Comunas de Cateco Cangola, Quinje, Cuale, Cota e Calandula.

    Coube ao Governador de Malanje, Norberto dos Santos, presidir ao acto público.

    A nível da Província de Malanje, as Transferências Sociais Monetárias, primeira componente do Programa, já beneficiaram os Agregados Familiares dos Municípios de Cambundi Catembo, Luquembo, Quirima e agora Calandula. O KWENDA comporta também a componente da Inclusão Produtiva, que tem como principal enfoque o apoio às iniciativas económicas das famílias, a Municipalização da Acção Social, concretizada com a criação de Centros de Acção Social Integrados (CASI) e por último, o Reforço do Cadastro Social Único, a base de dados com informação sobre a caracterização das comunidades sobre a qual o Estado irá traçar as políticas públicas.

    O KWENDA é uma iniciativa do Governo de Angola, cuja responsabilidade de implementação está a cargo do FAS, Instituto de Desenvolvimento Local. Em vigor desde 2020, visa apoiar em todo o País 1.608.000 famílias angolanas em situação de pobreza e vulnerabilidade.