KWENDA- Arranca pagamento da fase de expansão no Município da Cacula

0
237

No âmbito da expansão do Programa de Fortalecimento da Protecção Social – KWENDA, os Agregados Familiares em situação de pobreza e vulnerabilidade do Município da Cacula, Província da Huíla, iniciaram, nesta quarta – feira, 29 de Dezembro de 2021, a receber as Transferências Sociais Monetárias. São no total 27.194 famílias inscritas nos 303 bairros e aldeias das quatro comunas (Cacula Sede, Viti Vivali, Tchikuaqueia e Tchituto).

Os beneficiários irão receber as Transferências Sociais Monetárias no valor trimestral de 25.500 Kz, atribuído em multicaixa.


Além da componente das Transferências Sociais Monetárias, o KWENDA comporta, igualmente, a componente da Inclusão Produtiva, que visa apoiar as iniciativas económicas das famílias. Na Cacula, por exemplo, iniciam a beneficiar desta componente 400 agregados familiares de um total de 3980. A implementação da Inclusão Produtiva conta com vários parceiros. Na Cacula, o KWENDA tem como parceiro de implementação a Organização Não-Governamental Acção de Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA). A Municipalização da Acção Social que se concretia com a criação de Centros de Acção Social Integrado (CASI) é outra componente do KWENDA. Através desta componente, os cidadão estão a adquirir documentos pessoais, entre os quais o Registo Civil. A última componente, mas não menos importante, é o Reforço do Cadastro Social Único, a base de dados com informações sobre os cidadãos em situação de pobreza e vulnerabilidade.

Para além dos técnicos do FAS- Instituto de Desenvolvimento Local, conta com estagiários da mesma instituição(Huila e Namibe), técnicos da Administração Municipal, supervisores da Cacula e Quilengues, bem como Agentes de Desenvolvimento Comunitário e Sanitários(ADECOS).

O KWENDA é um programa do Governo de Angola que visa apoior as famílias em situação de pobreza e vulnerabilidade no País. Avaliado em 420 milhões USD, é financiado em 320 milhões USD pelo Banco Mundial, sendo os 100 milhões USD, provenientes do Tesouro Nacional.

É operacionalizado pelo FAS, agência governamental, dotada de personalidade jurídica e autonomia financeira e administrativa que, em coordenação com outros programas de combate à pobreza, contribui para a promoção do desenvolvimento sustentável.