FAMÍLIAS DO BUCO ZAU COMEÇARAM A RECEBER OS 25.500 KWANZAS DO KWENDA

0
46

Famílias do município do Buco Zau, Província de Cabinda, começaram a receber ontem, 29 de Dezembro de 2021, os 25.500 Kz das Transferências Sociais Monetárias, no quadro do Programa de Fortalecimento da Protecção Social- KWENDA.

O acto público do lançamento das Transferências Sociais Monetárias foi presidido pelo Governador Provincial de Cabinda, Marcos Alexandre Nhunga, e contou, igualmente, com o Director Províncial do FAS – Instituto de Desenvolvimento Local em Cabinda, Daniel Miji, Técnicos e estagiários da mesma instituição, líderes locais e membros da sociedade civil.

Foram cadastradas no município do Buco Zau 5.060 famílias das aquais 3.973 agregados familiares foram seleccionados para as Transferências Sociais Monetárias.

As Transferências Sociais Monetárias, uma das componentes do Programa, visa atribuir 25.500 Kz a cada Agregado Familiar cadastrado e seleccionado após um rigoroso cadastramento, feito casa a casa. Para o Buco Zau, a entrega do dinheiro está a ser feita por intermédio de um correspondente bancário.

Na ocasião, fez-se também o lançamento do Programa Comunitária de Planeamento Familiar e Combate a anemia falciforme, no quadro da Municipalização da Acção Social, uma das componentes do KWENDA.

Para além das Transferências Sociais Monetárias e da Municipalização da Acção Social, o Programa comporta ainda as componentes da Inclusão Produtiva, que visa a incluir as famílias em actividades geradoras de renda, como a agricultura, pecuária, comércio, entre outras actividades. O Reforço do Cadastro Social Único, a base de dados com informações sobre os cidadãos em situação de pobreza e vulnerabilidade, é a última componente

O KWENDA é um programa do Governo de Angola que visa apoior as famílias em situação de pobreza e vulnerabilidade no País. Avaliado em 420 milhões USD, é financiado em 320 milhões USD pelo Banco Mundial, sendo os 100 milhões USD, provenientes do Tesouro Nacional.

É operacionalizado pelo FAS, agência governamental, dotada de personalidade jurídica e autonomia financeira e administrativa que, em coordenação com outros programas de combate à pobreza, contribui para a promoção do desenvolvimento sustentável.