FAS “fecha” Cassongue com 42.495 famílias cadastradas

    0
    332

    O FAS – Instituto de Desenvolvimento Local, no Cuanza-Sul, no âmbito do Programa de Fortalecimento da Protecção Social-KWENDA, terminou o cadastramento no Município de Cassongue com um total de 42.495 famílias cadastradas.

    As equipas passaram pelas comunas de Pambangala, onde cadastraram 15.279 Agregados Familiares, Dumbi (12.324), Atóme (2.721) e a sede de Cassongue (12.171).

    Após o cadastramento, as famílias serão submetidas a validações Comunitária, Institucional e Técnica, fases que têm como objectivo aferir se os critérios de elegibilidade das famílias foram cumpridos na íntegra a fim de serem beneficiários das Transferências Sociais Monetárias (TSM).

    O KWENDA, actualmente presente em 60 Municípios, comporta as componentes das Transferências Sociais Monetárias, que consiste na atribuição de uma renda às famílias; a Inclusão Produtiva, que tem como objectivo incluir as famílias em actividades geradoras de rendimento. A Municipalização da Acção Social é outra componente, responsável pela criação de Centros de Acção Social Integrados (CASI). Esses centros estão a disponibilizar diversos serviços aos munícipes, como a viabilização de documentos pessoais, intermediação de conflitos, entre outros. O Cadastro Social Único é a quarta componente, visando ajudar a criar no País uma base de informação sobre a vulnerabilidade no seio das famílias. Essa base de dados irá ajudar o Estado a traçar as políticas públicas.

    O Programa KWENDA é uma iniciativa do Governo de Angola que tem como objectivo apoiar 1.608.000 famílias em situação de pobreza e vulnerabilidade. Avaliado em 420 milhões USD, é financiado em 320 milhões USD pelo Banco Mundial e em 100 milhões USD pelo Tesouro Nacional.

    Com a missão de implementar o KWENDA, o FAS é uma agência governamental com autonomia financeira e administrativa. Em coordenação com outras instituições de combate à pobreza, o FAS contribui para o Desenvolvimento das comunidades angolanas.