FAS à mesa com Jornalistas e Líderes de Opinião sobre o combate à pobreza em Ndalatando

    0
    465

    Numa perspectiva de Prestação de Contas, o FAS-Instituto de Desenvolvimento Local esteve, a 27 deste mês, em Ndalatando, Província do Cuanza-Norte, à mesa com Jornalistas e Líderes de Opinião a abordar o combate à pobreza e acção dos diferentes programas por si implementados.

    Durante o encontro, foram apresentadas várias inquietações, tendo merecido as devidas explicações. Representado pelo Director Geral, Belarmino Jelembi, os Directores Provinciais do Cuanza-Norte, Lourenço Matias, do Uíge, Nanizaiawo Capitão, e do Zaire, Maurício da Costa, bem como técnicos e estagiários, o FAS esclareceu desde o Projecto de Desenvolvimento Local (PDL), ao Programa KWENDA, passando pelos programas de Xadrez e Cinema, sem perder de vista o seu envolvimento no Projecto Crescer.

    A abordagem do KWENDA revelou-se como o ponto mais alto do encontro, tendo andado à volta dos critérios de selecção dos municípios e de elegibilidade das famílias, bem como as grandes lições do programa, dificuldades e desafios. No final, os participantes enalteceram a iniciativa do FAS em partilhar informação com o público e sugerem que, periodicamente, o faça para que sejam esclarecidas as dúvidas e ouvidas as sugestões para a melhoria das famílias. O encontro, que decorreu à margem do workshop sobre Inclusão Produtiva a ter lugar de 27 a 29 deste mês, além de jornalistas, contou com a Vice-Governadora da Província, Luzia da Silva Bartolomeu José, homens de negócios, administradores municipais, académicos, entre outros.

    O FAS é uma agência Governamental, dotada de personalidade jurídica, autonomia financeira e administrativa, que, em coordenação com outras instituições de combate à pobreza, contribui para a promoção do desenvolvimento sustentável das comunidades.